Radar

O consumo de música mudou nos últimos anos. Migrou do meio físico para o download digital e, depois, para o streaming. O consumo por streaming vem crescendo continuamente, se consolidando como fonte principal de músicas e fazendo com que o faturamento da indústria volte a crescer.

 

 

 

Além do aumento do volume de consumo e do faturamento representado pelo streaming, vale ainda destacar as seguintes mudanças nos hábitos de consumo.

O consumo de música por streaming de áudio passou a ser majoritário, superando, a partir de 2016, o consumo de músicas através do streaming de vídeo (YouTube etc). No último ano, 2/3 do consumo foi através do streaming. (dados do mercado americano)

 

 

A Apple iniciou a venda individual de músicas e os serviços on-demand como Spotify e Apple Music terminaram por modificar a forma como compramos e consumimos música. Com isto, a venda de álbuns vem caindo continuamente ao longo dos últimos anos. (dados do mercado americano)

 

 

Paradoxalmente, ressurgindo da quase extinção, a venda de discos de vinil vem crescendo nos últimos 13 anos. Em termos absolutos, é um mercado pequeno, mas impressiona pelo crescimento de cerca de 9 vezes no volume de vendas na última década. (dados do mercado americano)

 

 

Fonte: Statista / Nielsen /IFPI

Compartilhar

Enviar um comentário

error: