Radar

Radar   Podcasting   

O Libsyn divulgou os dados de consumo de podcasts por país. Os números têm por base os downloads realizados a partir da sua plataforma de hosting no mês de abril 2019.

Foram consideradas duas situações: (a) quando o download era requisitado pelo Spotify e (b) quando a requisição vinha das demais plataformas e aplicativos. São duas fatias independentes do consumo que representam, respectivamente, cerca de 10% e 90% do total (veja mais detalhes aqui).

Os EUA são responsáveis por cerca de 2 em cada 3 (64%) downloads deste consumo majoritário que não passa pelo Spotify. Em seguida, vem um grupo de 8 países que somam 21% em participação. O Brasil está neste grupo com uma fatia de 1%. Os demais 16% dos downloads são divididos por diversos países com fatias menores que 1% cada um.

Quando a análise é feita apenas para os downloads via Spotify, o cenário é diferente. Os EUA têm uma participação relativamente menor (48%) enquanto crescem significativamente as participações do Brasil (7%), Reino Unido (7%) e México (4%). Os 34% restantes dos downloads estão pulverizados pelos demais países.

O share no Spotify maior que no geral é um indicador do potencial que a plataforma tem para provocar experimentação e alavancar a audiência dos podcasts. Outras pesquisas apresentam dados que apontam nesta mesma direção.

Fonte: Libsyn

Compartilhar

Enviar um comentário

error: