Radar

Radar   Direitos   

Tim Westergren, CEO do Pandora

Tim Westergren, CEO do Pandora

Tim Westergren, CEO do Pandora, maior serviço de streaming de música nos EUA, fez uma palestra neste último fim de semana no MIDEM, evento da indústria de música. Defendendo a questão da redução dos direitos pagos aos artistas, ele reiterou a missão explícita do Pandora de substituir o rádio.

Segundo ele, o Pandora compete com o rádio que, por sua vez, não paga royalties de performance de música nos EUA. Nas palavras dele: “o Pandora é um produto de rádio, ele está substituindo um meio – de rádio AM/FM – que não compensa [com royalties] os artistas [nos EUA]”.

Ele observou ainda que o aumento da audiência do Pandora vem de ouvintes que estão trocando o rádio AM/FM pelo serviço de música e acrescentou: “cada um porcento de market share que sai do rádio AM/FM e vai para o Pandora cria US$ 60 milhões de receita anual para a indústria”.

Enfim, esta é uma das frentes de batalha que o rádio enfrenta neste novo ambiente que converge over-the-air e online.

Fonte: RAIN

Compartilhar

Enviar um comentário

error: