Radar

Radar   Direitos   

Com cerca de 100 milhões de usuários ativos, mais de 30 milhões de assinantes pagantes e mais de US$ 2 bilhões em receita anual, o Spotify é o líder do mercado de streaming de música (veja também: Spotify é o líder mundial com 30 mi de assinantes pagos). No entanto, olhando de forma mais atenta os resultados da empresa, ficamos com uma pergunta: será que os serviços de streaming de música serão um negócio rentável algum dia?

O faturamento em 2015 cresceu 80% em relação a 2014, porém, as despesas também aumentaram, resultando em um prejuízo ainda maior em 2015. Os maiores componentes de custos do Spotify (assim como dos demais serviços de música online) são direito autoral e infra-estrutura. O problema é que ambos, além de serem pesados, crescem com o aumento da base de assinantes. No caso do Spotify, em 2015 o conjunto destes componentes cresceu 85% o que explica o aumento do prejuízo da companhia.

Veja o gráfico com a série histórica:

Série histórica do resultado financeiro do Spotify mostra faturamento, despesas e prejuízo crescentes

Série histórica do resultado financeiro do Spotify mostra faturamento, despesas e prejuízo crescentes

 

Fonte: Statista

Compartilhar

Enviar um comentário

error: