Radar


Com um crescimento maior que o previsto anteriormente, o eMarketer revisou suas projeções para as atividades de compra dos americanos através das smart speakers.

A nova previsão é que 31 milhões de pessoas nos EUA utilizarão as smart speakers neste ano para atividades de compra (navegação, pesquisa de produtos e adição de itens a um carrinho de compras) – isto representa um aumento de 31,6% em relação a 2018. Até 2021, este número deve chegar a 38 milhões.

Comparativamente, 21 milhões de pessoas farão pelo menos uma compra via smart speaker neste ano – na maioria, itens de mídia eletrônica como filmes ou música.



Segundo estudos da Bizrate Insights realizados em outubro de 2018 e, agora, em junho de 2019, o percentual de proprietários de smart speakers nos EUA que disseram ter comprado filmes ou músicas através de seus dispositivos subiu de 11% para 21% entre uma pesquisa e outra. Da mesma forma, o percentual dos que relataram repetir pedidos de produtos passou de 11% para 14%.



Porém, mesmo com a popularização destes dispositivos, os consumidores ainda têm certas reservas em relação à realização de compras. Isto porque, na maioria dos modelos em uso, a ausência de um display e a incapacidade de visualizar o produto ainda representam um obstáculo importante. As caixas inteligentes com display como o Google Home Hub e o Amazon Echo Show estão ganhando mercado, porém, ainda não representam uma fatia relevante da base de usuários.

Além disso, muitos usuários de caixas inteligentes simplesmente não se interessam em usar seus dispositivos para algo que vá além das funções básicas já testadas e aprovadas: atualizações de notícias, informações meteorológicas, reprodução de músicas e perguntas genéricas.


Veja também:
Estudo da Adobe mostra potencial da publicidade e do comércio eletrônico nas plataformas de voz


Fonte: eMarketer

Compartilhar

Enviar um comentário

error: